Novos pontos: Beleza sem conforto? Arquitetura,Sustentabilidade,Urbanismo

parada-sp

     Quem anda por São Paulo já deve ter notado os novos pontos de ônibus instalados por toda a capital. Estes estão sendo administrada pela OTIMA concessionária, empresa contratada por meio de licitação pelo ex-prefeito Gilberto Kassab, no fim de 2012. Até o final de 2015 está previsto a troca de 6.500 pontos, além de 1.400 novos. Em troca do serviço, o grupo ganhou permissão para explorar por 25 anos a administração dos pontos, que possuem um espaço de 2 m² para publicidade, no qual foi pago a prefeitura R$167 milhões para terem o direito por toda a publicidade exposta.

novo-modelo-de-ponto-de-onibus-ao-lado-do-teatro-municipal-na-praca-ramos-de-azevedo-regiao-central-de-sao-paulo

Os novos pontos possuem um design moderno, criados por Guto Índio da Costa. São quatro os tipos de pontos implantados: brutalista, feito de concreto e vidro; caos estruturado, feito com aço e vidro; e minimalista e high-tech com estrutura metálica e cobertura também em vidro.  Muito diferente dos pontos encontrados antes, com estrutura toda em concreto. Foram criados diferentes tipos, a fim de preservar a cultura do local onde seriam implantados. Ou seja, um ponto na Avenida Paulista, não poderia ter o mesmo estilo de arte de um ponto em frente ao Teatro Municipal.

parada-de-onibus

Beleza ou funcionalidade?

Os novos pontos de ônibus, apesar de belos, do ponto de vista arquitetônico, não possuem funcionalidade como o prometido. Usuários reclamam da cobertura de vidro que não protege do calor nem da incidência solar, e que os pontos antigos eram melhores nesse ponto e ainda os protegiam da chuva. Além do mais, por causa da existência de vidro na parte traseiro do ponto, há um alto nível radiação e aquecimento que faz com que o calor emitido pelo sol se concentre ali, de tal forma que o ponto pareça um mini-estufa. A concessionária se defende dizendo que o os vidros possuem proteção contra raios UV. O que infelizmente não traz mais conforto.

Loja Construir

ponto de ônibus sp

     

     E por mais belo que sejam os novos pontos não estão fora da mira de vandalismo. Já há vários pontos da cidade, como na Avenida Eliseu de Almeida e até na Avenida Paulista onde encontramos pontos totalmente vandalizados. A concessionária promete reparos em 24 horas, mas diz que conta com a população para tais fiscalizações.
     Os novos pontos respeitam as normas de acessibilidade para portadores de necessidades especiais, mas infelizmente se houver 3 cadeirantes alem das demais pessoas que utilizam transporte público diariamente e começar a chover, alguém ficará na chuva.

E os Itinerários?

Além dos problemas já citados, outra promessa ainda não cumprida, foi de que os pontos teriam itinerários com horários de chegada, partida e atrasos. Também informações de quais linhas passariam por ali. Uma boa ideia que poderia ser aplicada nesses pontos também, seria a existência de mapas dos arredores, como acontece nos metrôs, e para onde vão as linhas que passam naquele ponto, assim o usuário e/ou turista que não estão habituados com o local se locomoveriam facilmente. Em alguns pontos é possível ver adesivos colocados por usuários, como forma de protesto ou manifestação, que dizem “Que ônibus passa aqui?”.
E para terminar, está previsto para o final desse ano painéis touch-screen com informações. Vamos ficar no aguardo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Loja Construir
Novos pontos: Beleza sem conforto?
0 votes, 0.00 avg. rating (0% score)

Estudantes de Arquitetura

Comunidade de estudantes e profissionais de arquitetura, design de interiores, engenharia e edificações. Todos que curtem arquitetura são bem-vindos!!